Translate

domingo, 5 de janeiro de 2014

As Luas Sangrentas!!!! de 2014 e 2015


Olá! Irmãos em Cristo e aqueles que acreditam nos sinais dos tempos 
o Apocalipse.

Nestes próximos anos acontecerão eventos estrelares, que a NASA 

confirma, e que marcaram a história com tais acontecimentos estrelares.

Israel e as Luas Sangrentas de 2014 e 2015

Uma antiga profecia bíblica falava sobre isso, e o novo testamento na 

pessoa do Espirito Santo confirma tal profecia de 

Joel que se assemelha bastante com o que veremos aqui: 
O sol se converterá em trevas, E a lua em sangue, Antes de chegar o grande e glorioso dia do Senhor; Atos 2:20
O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes que venha o grande e terrível dia do Senhor. Joel 2:31
E disse-lhes: Isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento, que por muitos é derramado. Marcos 14:24
E, havendo aberto o sexto selo, olhei, e eis que houve um grande tremor de terra; e o sol tornou-se negro como saco de cilício, e a lua tornou-se como sangue; Apocalipse 6:12
O pastor Mark Biltz, um judeu messiânico dos Ministérios El Shaddai, perto de Washington, fez uma descoberta fantástica sobre os eclipses do Sol e da Lua, relacionando-os com as profecias bíblicas acerca de Israel. Refere-se ele a várias “luas sangrentas” que vão acontecer em 2014 e em 2015, durante o ano sabático da próxima semana de anos. Ele interpreta este fenômeno baseando-se em Joel 2:31, onde Deus diz: “O Sol tornar-se-á escuridão e a Lua sangue, antes de chegar o grande e terrível dia do Senhor”.
Mark obteve esta informação no Eclipse Website da NASA, tendo descoberto um quadro claro na sequência de eclipses, ao datá-los de acordo com o calendário judaico. A ocorrência de quatro luas sangrentas em anos sucessivos é acontecimento raro na história. Aconteceu em 1949/50, depois de Israel ter sido restaurado na sua terra em 1948, e de novo em 1967/68, depois da Jerusalém bíblica (a Cidade Velha), ter sido reconquistada por Israel em Junho de 1967. A próxima vez a acontecer será em 2014/15, e é muito provável que possa acontecer concorrentemente com importantes acontecimentos proféticos em Israel.

Não pode ser atribuído à coincidência, que todas as quatro luas sangrentas de 2014/15 se verifiquem durante festivais religiosos de Israel, juntamente com dois eclipses do Sol também em dias importantes em 2015. Haverá uma lua sangrenta no 14º dia do mês Nissan, em 2014, na data da celebração da Páscoa judaica em Israel (Lev. 23:5). Nissan é o primeiro mês do calendário religioso judaico. No 15º dia do sétimo mês (Tishri), quando começa a festa dos Tabernáculos (Lev.23:34), haverá outra lua sangrenta. E em 2015 repetir-se-á exatamente o mesmo cenário. Devido ao ano lunar de Israel, estas datas coincidem todas com a lua cheia – e nestas ocasiões a lua tornar-se cor de sangue. Além dos eclipses lunares, haverá também dois eclipses do Sol em 2015 – um no primeiro dia de Nissan e de novo outro no primeiro dia de Tishri. Rosh Hashanah (Novo Ano judaico) celebra-se no 1º dia de Tishri, que é o comêço do seu calendário civil.

As descobertas de Mark Biltz tornam-se aínda mais significativas, quando se leva em conta que o ano de 25 de Setembro de 2014 a 13 de Setembro de 2015 será um ano sabático, que concluirá a semana de anos que começa com a festa de Rosh Hashanah em 30 de Setembro de 2008. Quatro luas sangrentas em anos sucessivos nunca mais se registarão durante todo o resto do século 21.

Outras evidências proféticas apoiam esta expectativa, e Mark Biltz também se referiu a outros sinais com ela relacionados. Ele diz que os eclipses do Sol estão associados a épocas de trevas na história de Israel, especialmente quando eles ocorrem no mês de AV (Julho/Agosto). Os judeus jejuam durante êste mês e lamentam a destruição do primeiro templo por Nabucodnozor no dia 9 de AV, bem assim como a destruição do segundo templo pelos romanos no mesmo dia do ano 70 AD.

A evidência circunstancial deve também ser considerada. Há várias indicações de que a tensão entre Israel e os seus visinhos muçulmanos está prestes a explodir. O presidente e dirigentes religiosos do Iran instam constantemente pela destruição completa de Israel. O seu programa nuclear está a ser acelerado e armaram a organização Hesbolah do Líbano até aos dentes. Este grupo terrorista possui presentemente 40.000 mísseis modernos, capazes de atingir qualquer alvo em Israel. Eles renovaram o seu propósito de destruir totalmente o estado judaico, e perpetuam a mesma campanha de ódio contra os Estados Unidos.

Outra coisa que está a precipitar a próxima guerra contra Israel, é a pressão mundial para que se divida o território israelita e a cidade de Jerusalém, para o estabelecimento de um estado palestino. Em Israel haverá luta intensa pela sobrevivência, mas o Senhor intervirá para pôr fim a esta luta. Depois desta intervenção divina, o Anticristo aparecerá em cena e, falsamente, chamará a si todo o crédito por evitar a guerra.

A Última Geração?!

O cenário inteiro apresentado por Mark Biltz, também é de aplicar ao quadro da última geração, a que Cristo se refere no seu Discurso no Monte das Oliveiras (Luc. 21:32). Do contexto desta passagem torna-se evidente que a última geração começa ao desabrochar da figueira, que foi a restauração de Israel em 1948. Isso diz respeito a uma geração de 70 anos (Veja Salmo 90:10), que terminará em 2018 ou em 2028. Durante esta geração devem-se cumprir todos os acontecimentos que conduzem ao regresso de Cristo. incluindo a tribulação de sete anos.

Existe razão mais que suficiente para considerarmos sériamente o estudo e conclusões de Mark. É-nos ordenado que olhemos para Israel (a figueira), se quizermos saber onde nos encontramos no calendário profético de Deus (Luc. 21:28-31). No mesmo capítulo, o Senhor Jesus diz:- “E haverá sinais no Sol, na Lua e nas estrelas; e na Terra haverá inquietação nas nações, com perplexidade, e o mar e as ondas rugirão” (Luc. 21:25). Nas profecias bíblicas existe uma relação direta entre os sinais nos corpos celestiais e os acontecimentos inquietantes que acontecem na Terra. Estamos a aproximar-nos rapidamente da altura do cumprimento destes sinais.

É IMPORTANTE FRIZAR ESTA PARTE CONCLUSIVA DA MENSAGEM DO PASTOR PROFETA DO AMERICANO: Os eclipses do Sol e da Lua apresentam-se-nos aqui com datas exactas que não podem ser manipuladas. No entanto, Mark diz que estes sinais não devem ser vistos como uma tentativa para marcar a data da segunda vinda de Cristo, mas sim como um chamamento para nos despertar e preparar para o que pode acontecer num futuro próximo. O presente tempo não é para cairmos em sonolência espiritual como as virgens descuidadas!

Fonte: http://www.bibleguidance.co.za/Portartic...rentas.htm

Saindo da Matrix Parte 2 - 4 Luas de Sangue - Sinais do Fim dos Tempos parte 2

Gostei de um vídeo. O irmão fez bela montagem entre os vídeo da NASA do pr profeta 

americano e o filme de Jesus! Realmente estes eventos LuniSolar são um sinal profético 

em que devemos estar vigiando e orando, se santificando para o grande dia do Senhor 

Jesus Cristo que em breve voltará! 

Este vídeo é bastante interessante, e segundo as luas sangrentas do passado sempre caíram em dias de bastante importância para Israel, e algo está para acontecer!

As 4 luas sangrentas Apostola Valnice Milhomes parte 1


O pr Fernades Espiritual Group também prega comentando com um parceiro ministerial com a bíblia em cima deste assunto.

Traduzido do livro Zenith 2016 ...AS QUATRO LUAS DE SANGUE

Muitos assumem que quando Deus criou o sol e a lua, Ele o fez por conta da luz, calor, gravidade e outros mecanismos naturais. Ao passo que estes fatos são óbvios, quando olhamos para Gênesis 1:14, aprendemos que existem quatro outros propósitos pelos quais os luminares no céu foram criados e colocados onde estão. A bíblia diz que eles são para sinais, estações, dias e anos. A palavra hebraica para “sinais” neste contexto é “oth”, que significa um sinal milagroso, presságio ou aviso. Isto nos mostra, entre outras coisas, que Deus criou os corpos celestes para comunicar importantes assuntos em tempos específicos para o povo da Sua Aliança.

A próxima razão para a criação do sol e da lua são as “estações”. Na nossa mentalidade ocidental assumimos que Deus está falando do inverno, primavera, verão e outono, mas isso está muito longe da verdade. Em hebraico, a palavra para estações é “moed”, a qual é precisamente traduzida como “um tempo marcado” ou “encontro divino” especialmente relacionado a “estações sagradas” ou dias Festivos. Esta mesma palavra é traduzida em Levítico 23 como “festa”, falando a respeito das Festas do Senhor. A princípio, estas duas palavras – encontros e festas – podem parecer distantes uma da outra, mas tendo o hebraico em perspectiva pode-se compreender melhor o sentido mais profundo do texto. A palavra “moed” implica que Deus tem uma agenda ou calendário no qual Ele marca “encontros” predeterminados com a história humana, os quais estão conectados às Suas Festas ou Dias Santos. Por exemplo, no livro de Apocalipse é dito que o Messias foi morto “antes da fundação do mundo”. Isto quer dizer que o Deus Pai sabia o ano, mês, dia e a hora exata em que Seu Filho morreria e como este evento se cumpriria em relação às festas levíticas de Israel.

Finalmente, Deus declara que o sol e a lua foram criados para determinar “dias e anos”. Obviamente, isso não tem nada a ver com o nosso calendário moderno, que é pagão e se baseia no sol. O calendário islâmico é baseado na lua, mas o calendário bíblico, aquele que Deus usa de acordo com Gênesis, é baseado no sol e na lua. Assim, quando as Escrituras se referem a “dias e anos” em Gênesis 1:14, elas estão apontando para dias e anos bíblicos ou “dias santos”, tais como os anos sabáticos (Shemittah) e os jubileus (Jubilee) [por sabático, entenda-se cada sétimo ano que a terra em Israel teria que descansar. O povo Judeu entrou em cativeiro por isso, porque eles não observaram o sétimo ano. Por jubileu, entenda-se cada quinquagésimo no qual os cativos eram libertos e recebiam suas terras de volta].

Com isto em mente uma descoberta totalmente nova é feita em relação ao fato de Deus ter criado o sol, a lua e as estrelas como prenúncios ou “sinalizadores” dos seus tempos determinados. Isto se confirma por toda a bíblia nos livros de Joel, Isaías, Apocalipse e até pelo próprio Jesus ao dizer que haveria sinais no sol, na lua e nas estrelas para anuncias os últimos dias.

Enquanto que eclipses solares e lunares são de comum ocorrência e em sua grande parte não têm nenhum significado profético importante, quando eles coincidem com os dias Festivos bíblicos, merecem uma maior atenção. Apocalipse 6:12 diz que o sol se tornará negro como um saco de cilício e a lua se tornará como sangue. Muitos estudiosos acreditam que este sinal importante do fim dos tempos se refira a eclipses do sol e da lua. O significado de um eclipse solar ou lunar total, em ocorrência com um dos dias Festivos do Senhor, nos traz uma mensagem poderosa. Diante disso, saiba que há quatro luas de sangue se aproximando e todas ocorrendo em dias Festivos. Igualmente incrível é como dentro do mesmo período dois eclipses solares também estarão ocorrendo. Profeticamente falando, nós estamos diante de uma improbabilidade matemática que se destaca contra a aleatoriedade dos ciclos naturais e fortemente sugere um sinal milagroso, um oth.

Ao examinar o site da NASA descobrimos que estes tipos específicos de eclipses totais sequenciados são chamados de tétrades e são muito raros. De acordo com os próprios cálculos deles, tal tétrade não ocorreu de forma alguma nos séculos XIX, XVIII e até mesmo no XVII. Surpreendentemente, no século XVI ela ocorreu por volta de sete vezes, mas nenhuma em dias Festivos Judeus. Quando foi a última vez que quatro luas de sangue não apenas ocorreram consecutivamente, mas também caíram em dias Festivos? Temos 1967 e 1968 quando Israel recapturou Jerusalém. Outra ocorrência se deu quando Israel se tornou nação em Maio de 1948. Os dois anos seguintes também viram quatro luas de sangue na Páscoa e na Festa dos Tabernáculos and depois novamente na Páscoa e na Festa dos Tabernáculos. Em outras palavras, não apenas quatro luas de sangue apareceram em sequência, mas todas as quatro caíram em dias Festivos e foram acompanhadas de implicações proféticas históricas de proporções divinas.

A partir do livro de Apocalipse e Joel (2:31) nós entendemos que o sol escurecerá e a lua se tornará como sangue antes que venha o grande e terrível Dia do Senhor. Em Êxodo (capítulo 12) Deus disse a Moisés que a Páscoa (aproximadamente entre Março e Abril no calendário Gregoriano) seria o ponto que marcaria o início do ano religioso. Acontece então que após as duas luas de sangue na Páscoa e Tabernáculos em 2014, o Ano Novo Judeu em 2015 se encontrará com um eclipse solar total. Duas semanas depois na Páscoa nós teremos o próximo eclipse lunar total. Então na Festa das Trombetas, também conhecida como Rosh HaShana, haverá um eclipse solar parcial, seguido duas semanas seguintes pelo próximo eclipse lunar total na Festa dos Tabernáculos. Não haverá mais outra tétrade dessas acontecendo em dias Festivos neste século, portanto fique atento aos eventos globais à medidas que essas luas marcam o calendário profético de Deus. Claro que somente o tempo revelará o que há de ser, mas estes cenários apocalípticos sugeridos podem em breve começar a cair como dominós ao longo do cenário mundial em antecipação à segunda vinda de Jesus Cristo.
Pode sim ter outras tétrades lunares depois desta, se o fim não acontecer entre estes próximos 100 anos... porém esta será a última que cai juntamente com as festas judaicas... a 8º desde o início do século I. 

Interessante é que em TODAS estas tétrades que caíram juntamente com as festas sempre teve algo:
1 - Quatro eclipses lunares parciais na Páscoa Judaica e nas Festas dos Tabernáculos em 32 – 33:
Foi o que aconteceu nos anos antes e depois da crucificação de Jesus Cristo. O mundo tem presenciado desde então sete "tetrades" coincidindo de acontecimentos com repercussões na cultura Judaica e Cristã. 

2- Quatro eclipses lunares totais na Páscoa Judaica e nas Festas dos Tabernáculos em 162 – 163:
Que coincidiu com a pior perseguição dos Judeus e Cristãos na história do Império Romano. Dentro de três anos a “Praga de Antonine” matou oito milhões de pessoas, um terço da população.

3- Quatro eclipses lunares totais na Páscoa Judaica e nos Feriados do Yom Kipur Férias em 795 - 796
O Rei Carlos Magno do Santo Império Romano estabeleceu uma Zona desmilitarizada entre a França e Espanha, terminando séculos de invasões árabes na Europa Ocidental. 

4- Quatro eclipses lunares totais na Páscoa Judaica e nos Feriados do Yom Kipur Férias em 842 - 843
Pouco tempo depois dos eclipses o Vaticano a igreja de Roma foi atacada e saqueada por uma invasão islâmica da África. Significativa perseguição Judaica teve lugar. 

 5- Quatro eclipses lunares totais na Páscoa Judaica e nos Feriados do Yom Kipur Férias em 860 – 861
Breve após os eclipses, o Império Bizantino derrotou exércitos árabes na Batalha de Lalakaon na Turquia e parou permanente a invasão islâmica da Europa do leste 

6- Quatro eclipses lunares totais na Páscoa Judaica e na Festa das Trombetas em 1493 -1494
(Páscoa 02.04.1493, Sukkoth 25.09.1493, Páscoa 22.03.1494, Sukkoth, 15.09.1494)
Em Abril de 1492, o "Edito de expulsão" teve lugar na Espanha, o decreto que foi mandado pelo Rei Fernando e da Rainha Isabel significou que todo o povo judeu tinha 14 dias para converter-se ao catolicismo ou deixar a Espanha para sempre. Todas as propriedades Judaicas foram apreendidas pela Igreja Romana. Muitos judeus tinham sido mortos na tortura, milhares tinham sido queimados vivos durante a Inquisição espanhola, que foi aprovada pela Igreja Católica Romana.
7 - Quatro eclipses lunares totais na Páscoa Judaica e na Festa das Trombetas em 1949 - 1950
(Páscoa 13.04.1949, Sukkoth 07.10.1949, Páscoa 02 .04.1950, Sukkoth 26.09.1950)
1948 Foi o Ano que Israel renasceu. A poderosa mão de Deus, reuniu todo povo judeu que estava disperso através da Diáspora em um dos maiores milagres da história humana. Em 14 de Maio de 1948 quando David Ben-Gurion desceu a rua do Rothschild Boulevard, em Tel Aviv e parou na frente do museu de Arte de Tel Aviv. Ele pisou ao pódio exatamente às 16:00 hr e leu as palavras proclamando a Independência do Estado de Israel, que deu nascimento ao estado moderno de Israel depois de 2000
anos. 

8 - Quatro eclipses lunares totais na Páscoa Judaica e na Festa das Trombetas em 1967 - 1968
(Páscoa 24.04.1967, Sukkoth 18.10.1967, Páscoa 13.04.1968, Sukkoth 06.10.1968)
Nos 6 dias de guerra em 1967, Israel retomou Jerusalém. Enquanto os vizinhos de Israel estavam preparando a destruição do Estado judeu, Israel usou seu direito inerente de auto-defesa, lançando um ataque preventivo (5 de Junho de 1967) contra o Egito, ao sul.
COMENTÁRIOS: Eu nunca gosto de lidar com datas porque parece que estamos fazendo "previsões" mas... é como podemos ver, em cada tétrade em que cai juntamente com as datas das festas sempre aconteceu algo que mudou Israel de alguma forma. Não que vá agora de fato ocorrer, mas é sempre bom ficarmos de olho porque Deus não usa o nosso calendário para as profecias não.
Só o tempo nos dirá o que de fato ocorrerá.

Na verdade é misto é Lunisolar = não só lunar e não só solar..mas ambos...Para os judeus a Lua representa Israel, o Sol as nações... eclipse na lua indica perigo para israel.. no sol..para as nações.

A PREGAÇÃO DA PALAVRA BÍBLICA diz: Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus.
Porque está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios, E aniquilarei a inteligência dos inteligentes.
Onde está o sábio? Onde está o escriba? Onde está o inquiridor deste século? Porventura não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo?
Visto como na sabedoria de Deus o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação.
Porque os judeus pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria;
Mas nós pregamos a Cristo crucificado, que é escândalo para os judeus, e loucura para os gregos.
Mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, lhes pregamos a Cristo, poder de Deus, e sabedoria de Deus.
Porque a loucura de Deus é mais sábia do que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens.
Porque, vede, irmãos, a vossa vocação, que não são muitos os sábios segundo a carne, nem muitos os poderosos, nem muitos os nobres que são chamados.
Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes;
E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são;
Para que nenhuma carne se glorie perante ele.
Mas vós sois dele, em Jesus Cristo, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção;
Para que, como está escrito: Aquele que se gloria glorie-se no Senhor.
Objetivo final é; Que nós aqueles que acreditam nestas revelações, tanto da NASA dos eclipses como as revelações bíblica, sobre estes acontecimentos históricos e estrelares, e proféticos, é para que estejamos atentos, preparados em busca pela santificação, serviço em favor da expansão do Reino de Cristo na terra, até que Ele volte, e nos arrebate a todos nós que nos mantivermos firmes neste fé, para não ficarmos aqui para a destruição eterna com os demais que não acreditam, não tem fé em Deus e na vida eterna e no arrebatamento dos salvos por Cristo.
Que Deus abençoe a todos grandemente em nome de do Senhor Jesus!

Veja que o canal History comentou sobre este acontecimento: http://noticias.tuhistory.com/la-luna-sera-una-gran-bola-roja



NASA AO VIVO em HD via Apolo 11
Diversos sites e institutos farão a transmissão em tempo real do evento, mas devido às condições meteorológicas o Apolo11 não transmitirá o eclipse ao vivo de São Paulo. Mesmo assim, você pode acompanhar o fenômeno em Alta-Definição (HD) através do Marshall Space Flight Center, da NASA, a partir das 02h00 da madrugada de terça-feira. Ele será transmitido na janela no topo desta página.

3 comentários:

Carlos de Cristo disse...

Vai ser tremendo!
Esta chegando o primeiro evento começa agora no mês de Abril! Coisas veremos na natureza e na terra.
Que venha logo meu Senhor Jesus nos arrebatar!

pastorzezinho ribeiro disse...

A paz do Senhor Jesus Cristo irmão! Não deixe de fazer postagens, mesmo em meio de tantos afazeres, pois estas postagens nos fortalece a canhinhar rumo a nova Jerusalem!

Carlos de Cristo disse...

A paz do Senhor Jesus irmão! E muito obrigado Pastor Zezinho Ribeiro pelo comentário carinhoso em agradecimento.
Estamos juntos rumo a Nova Jerusalém celestial!